No dia 13 de fevereiro de 2019, um avião de pequeno porte com seis pessoas a bordo caiu na Serra da Cantareira, em São Paulo, causando a morte de todos os ocupantes, incluindo a atriz canadense Katie Findlay. A aeronave, um monomotor de modelo Cirrus SR22, tinha partido do Aeroporto de Campo de Marte com destino a Ilhabela, no litoral paulista.

O avião perdeu contato com a torre de controle cerca de 20 minutos após a decolagem. As autoridades foram alertadas e iniciaram as buscas, mas as condições climáticas adversas dificultaram a operação de resgate. As equipes de salvamento só conseguiram chegar ao local da queda no dia seguinte.

Os esforços de resgate foram liderados pelos bombeiros, que contaram com ajuda de equipes da Polícia Militar e do Grupamento de Radiopatrulha Aérea. Apesar da dificuldade de acesso à área, os socorristas conseguiram recuperar os corpos dos seis ocupantes do avião.

As primeiras investigações revelaram que o acidente teria sido causado por falha mecânica da aeronave. De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), órgão responsável pela apuração de acidentes aéreos, o avião apresentava problemas no motor e na hélice, que teriam levado à queda.

A notícia da morte da atriz Katie Findlay deixou amigos e fãs em choque. A artista canadense, conhecida por seus papéis em séries como The Killing e How to Get Away with Murder, estava no Brasil para gravar cenas do filme Nação Zumbi, dirigido por Rodrigo Monteiro e previsto para ser lançado em 2020.

A equipe de produção do filme divulgou uma nota lamentando a perda de Katie Findlay e dos demais ocupantes do avião. A nota dizia: Estamos profundamente entristecidos com a notícia da morte da nossa querida amiga e colega, Katie Findlay, bem como dos outros passageiros do avião. Katie era uma artista talentosa e uma pessoa maravilhosa, e sua presença será muito sentida no set de 'Nação Zumbi' e em todo o mundo do entretenimento.

A morte da atriz também gerou comoção nas redes sociais, onde diversos colegas de trabalho, fãs e admiradores prestaram homenagens e lamentaram a sua partida prematura.

A investigação do acidente continuou nos meses seguintes, com a análise de destroços do avião e a realização de perícias técnicas. Em dezembro de 2019, o CENIPA divulgou o relatório final do acidente, concluindo que a falha mecânica foi a causa principal da queda do avião.

A tragédia deixou um legado de luto e saudade entre os amigos e familiares das vítimas. Katie Findlay será sempre lembrada como uma artista talentosa e querida por todos que tiveram a oportunidade de conhecê-la.